Ler ou Não Ler, eis a questão!

domingo, 8 de março de 2009

O Carnaval 2009, em Vinhais, contado por um aluno...

Este ano tive direito a algo muito especial para as férias de Fevereiro: fui a Vinhais, vila de Trás-os-Montes, fronteiriça com Espanha, onde os meus pais nasceram, e que logicamente também é um pouco a minha terra!

No dia 24 de Fevereiro de 2009, terça-feira, tive o privilégio de participar no Carnaval. Logo no princípio da tarde, começaram as festividades. Primeiro, houve um desfile onde participavam todas as pessoas mascaradas acompanhadas de carros velhos que foram reutilizados para poder desfilar no dia do Carnaval. Também se lançaram umas bombinhas que não paravam de explodir. A seguir apareceram os gigantones - estes disfarces muito engraçados são uns bonecos gigantes com cabeça de homem e corpo feito de tecido, e têm entre 6 e 8 metros de altura. Nesse dia toda a gente tem o direito de se divertir e de pregar partidas sem ninguém levar a mal. Ao fim da tarde, aparece um carro com uma viúva e os seus filhos a chorar: vão ao enterro do rei Momo! Toda a gente chora para ver qual é que faz mais barulho. O rei Momo – representado por um boneco de tecido - é pendurado num pão e é queimado no ar. E assim termina o desfile. Com o aproximar da noite há o famoso Baile de Carnaval onde toda a gente tem de ir mascarado e dançar até de madrugada.

No dia seguinte, dia 25 de Fevereiro, é a Quarta -feira de Cinzas. Trata-se de um dia muito especial que só existe na nossa terra. Em Vinhais vivemos "O dia dos diabos". Nesse dia, todos os homens se vestem de vermelho - um fato muito especial feito de flanela vermelha –, colocam uma máscara para poderem esconder a cara, e à volta da cintura atam uma corda. Juntam-se por grupos e andam atrás das raparigas solteiras. É claro que elas se vão esconder nos sítios mais absurdos (a igreja, o grémio, a Câmara Municipal, as escolas...). E os homens têm de tentar encontrá-las para lhes poderem bater: é claro que não se bate com força porque isto é só uma brincadeira. É que aquele que bater a mais raparigas torna-se o diabo mais poderoso. Mas ainda mais poderosa é outra figura desta festa a que chamamos a Morte. Ninguém sabe quem é! A Morte anda vestida de preto e branco e anda com uma foice ao ombro. Quando apanha as raparigas, elas têm que lhe recitar uns versos senão são malditas pela Morte. Mas isto tudo é uma brincadeira e um dia bem passado!

Aqui está o laço que dá acesso à reportagem da SIC sobre o dia dos diabos: http://sic.aeiou.pt/online/video/informacao/Jornal+da+Noite/2009/2/diadosdiabos.htm

TF de 5e

Sem comentários:

QUEM É QUE NÃO QUER VER MELHOR O MUNDO?

QUEM É QUE NÃO QUER VER MELHOR O MUNDO?